HOME SOBRE CONTATO ANUNCIE


[TAG] Palavras Cruzadas


Olá, hoje vou fazer um TAG que vi no blog Livros e outras Drogas. Achei super legal, espero que gostem. ^.^

1. Vox Populi (um livro que recomendaria para todo mundo).

 Jane. <3
                                    

2. Maldito plágio (um livro que gostaria de ter escrito).
Adoraria provocar a vontade de conhecer algum lugar tão grande quanto esta autora provou em mim. Tudo no livro é lindo!

 
3. Não vale a pena derrubar árvores por causa disto.
   Já vi muita gente falando bem dele, mas eu achei muito chato e esquisito. Não, não vale derrubar as árvores por causa disto. Ainda acrescento ao tópico "A Escrava Isaura" e "O Morro dos Ventos Uivantes".
4. Não é você, sou eu (um livro bom lido na hora errada).
    Não consegui terminar, talvez tenha sido a época errada...
5. Eu tentei... (um livro que tentou ler mas não conseguiu).
Tentei, mas...

6. Hã? (um livro que leu e não entendeu nada OU um livro que teve um final surpreendente).
Achei confuso.

7. É tão bom, não foi? (um livro que devorou).
Devoro todos os livros que leio, mas terminei muito rápido todos os livros dessa série. 

 
8. Entre livros e tachos (uma personagem que gostaria que cozinhasse para você).

  É... Preciso ler mais livros que tenham cozinheiros. Só lembrei da Jenny. Fiquei um pouco frustrada nesse tópico. Alguma dica? (Nada de "O Belo Desastre", please)

9. Fast Forward (um livro que podia ter menos páginas que não se perdia nada).

           Acho que a autora poderia ter compactado o livro e juntado "O Destino do Tigre" a ele.

10. Às cegas (um livro que escolheria só por causa do título).
                               
               


11. O que conta é o interior (um livro bom com uma capa feia). 
 

É querido, mas a capa é feinha. O livro com a capa do filme é um pouco melhor, na minha opinião.

12. Rir é o melhor remédio (um livro que tenha feito você rir).

  Fico rindo só de lembrar. rs


13. Tragam-me os Kleenex, por favor (um livro que nos tenha feito chorar).
                                                    
                                                      Desidratei de tanto chorar.

14. Este livro tem um V de Volta (um livro que não emprestaria a ninguém).




Capa dura, mais de 1500 páginas, edição lindíssima.... Emprestar? Nem pensar.

15. Espera aí que eu já te atendo (um livro ou autor que está constantemente adiando).


 O primeiro livro não me empolgou.

Estou ansiosa para saber qual é o livro que você indica para tópicos, diga nos comentários. A TAG é livre, faça no seu blog, deixe o link nos comentários e não se esqueça de dizer onde você viu. ;)


Postado por: 

[Resenha] Perdida- Carina Rissi

Título: Perdida- Série Perdida #1 
Autora: Carina Rissi
Editora: Verus
Páginas: 364
Ano: 2013
Classificação: 5/5 


Sinopse: Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda de prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...


Resenha: Perdida é um livro que nos transporta para o século XIX. A história é narrada em primeira pessoa pela personagem Sofia, uma típica mulher moderna que não vive sem os benefícios que a tecnologia nos oferece. Ela se dedica quase exclusivamente para o trabalho, não sai muito de casa e vivi discutindo com sua amiga Nina sobre sua vida amorosa. Para ela, relacionamento sério é bobagem e perda de tempo, afinal, para que ter uma vida de escravidão?


Viver em função de uma só pessoa, como se sua vida apenas tivesse sentido se ela estivesse por perto? Acordar e olhar para a mesma pessoa todo santo dia! Ter que cuidar da casa, do marido, dos filhos, do cachorro, trabalhar... Eu não entendia o que levava uma pessoa lúcida a se casar.

A história de Sofia ganha um novo rumo quando ela precisa comprar, urgentemente, um novo celular depois que o seu quebrou. Ao entrar em uma loja para ver os modelos, uma vendedora muito misteriosa a oferece o que parecia ser o celular perfeito, e o melhor, super barato. O que Sofia poderia fazer a não ser comprá-lo? Mas, ao tentar ligar o celular ela é transportada para outro lugar, ou melhor, para o séculoXIX se vendo totalmente perdida.

— Eu... estou...  perdida.  — o que mais eu podia dizer? Escuta só cara, eu acordei hoje de manhã no ano de 2010 e, depois que tropecei numa pedra e meu celular criou uma coisa tipo uma Surpernova, eu vim parar, sabe-se Deus como, no século dezenove.

Agora, sem tecnologia, ela percebe que as histórias dos livros de época que ela tanto gostava não são tão encantadoras assim. Ela precisa usar aqueles vestidos rodados e apertados, sapatos com salto, tomar banho de caneca entre muitas outras coisas que apavoram a menina em um primeiro momento.

Joguei a pilha pesada de roupas sobre a cama. Tentei reconhecer algumas peças.Vestido: 0K.                                      Meias: 0K.Um treco de metal que parecia uma gaiola: Nada 0K.Espartilhos: já tinha ouvido falar deles.Uma saia branca de tecido duro e pesado: talvez fosse a tal anágua. 

Enquanto Sofia tenta descobrir uma forma de voltar ao século atual, ela vai conhecendo melhor os Clarke, a família que a abrigou. E, quando menos espera, seu coração começa a bater mais forte pelo charmoso Ian.

Ian é aquele tipo de personagem que faz as leitoras suspirarem por ser um verdadeiro cavalheiro: educado, simpático, generoso e muito bonito. Apesar da sua opinião formada sobre relacionamentos, Sofia sente algo muito forte pelo mocinho que, aos poucos, conquista a confiança e o coração da jovem.

A narrativa foi muito bem elaborada e a autora criou um romance muito fofo com pitadas de humor. Eu me encantei com os personagens e gostei de notar como eles amadurecem ao longo da história.

O livro foi escrito pela autora brasileira Carina Rissi e publicado pela editora Verus. A capa é linda e tem tudo a ver com o enredo, principalmente o All Star vermelho. Posso dizer que a mistura dos gêneros Chick lit e Romance de Época ficou ótima fazendo com que o livro seja um dos meus favoritos! Recomendo!!

— Sinto que posso...  Flutuar quando estou com você, como se fosse capaz de realmente voar! (...). Há uma força em você que me atrai, que me arrasta para perto, uma força inexplicável que turva meus pensamentos (...). E quando não estou com você, meu peito fica vazio, como se meu coração se recusasse a bater até que lhe encontre novamente.  

Lançamento em breve da continuação...





[RESENHA] Legend, A verdade se tornará lenda


Título: Trilogia Legend – Livro 1 – Legend: A verdade se tornará lenda

Autora: Marie Lu

Editora: Prumo

Páginas: 256

Ano: 2012

Classificação: 5/5
Sinopse: Ambientado na cidade de Los Angeles em 2130 D.C., na atual República da América, conta a história de um rapaz – o criminoso mais procurado do país – e de uma jovem – a pupila mais promissora da República –, cujos caminhos se cruzam quando o irmão desta é assassinado e a ela cabe a tarefa de capturar o responsável pelo crime. No entanto, a verdade que os dois desvendarão se tornará uma lenda

Resenha:  June e Day são moradores de República da América, cujos líderes motivam guerras contra as colônias. Mas essa é a única semelhança entre eles.

Day é um fugitivo, procurado pela República por vários “crimes”. Seus perseguidores não sabem como ele é, então, em cada cartaz de “Procura-se”, ele tem uma fisionomia diferente. Esse fato, o torna o criminoso mais procurado.



Em outras palavras: a República não tem ideia da minha aparência. Parece que eles não sabem quase nada sobre mim, exceto que sou jovem e que, quando verificam minhas impressões digitais, não encontram no seu banco de dados nenhuma que corresponda. É por isso que me odeiam, porque não sou o criminoso mais perigoso do país, e sim o mais procurado.

            Mas por trás de toda essa vida corrida, existe um garoto muito preocupado com a família, a qual é muito pobre. Muitos dos roubos feitos por Day são para prover algum tipo de sustento para ela, mas, mesmo assim, apenas um dos seus irmãos sabe que ele permanece vivo.  A difícil situação familiar piora quando de Éden, o caçula da família, fica doente. Como ele aguenta isso tudo? Tess. Ela só parece frágil, mas, na minha opinião, é forte. Ela é o equilíbrio de Day, sempre cuidando para que ele não seja pego pela polícia ou visto pela sua família, o que os colocaria em risco. Sem dúvida, ela dá um toque todo especial ao enredo.

            Do outro lado da sociedade está June, a menina-prodígio favorita da República, irmã do Capitão Mathias e estudante da melhor faculdade do país, onde é a nerd que só apronta (pois é.... :S) e por suas notas, a direção tem que engoli-la. A menina vê sua vida virar de cabeça para baixo, após a morte do seu querido irmão, causada, de acordo com os superiores, por Day (Será?).



Eu não apenas me acho inteligente. Sou a única pessoa em toda a República que alcançou a pontuação máxima de 1.500 na sua Prova. Designaram-me para cá, para a melhor universidade do país, aos doze anos, quatro anos antes do habitual. Eu ainda pulei meu segundo ano de faculdade. Há três anos recebo as notas máximas na universidade de Drake. Eu sou inteligente.

June vai atrás de Day com o objetivo de captura-lo e encontra um cenário muito diferente do que ela imaginava. Uma série de dúvidas começa a cercá-la, pondo em dúvida aquilo que ela acreditava. Day não percebe o disfarce, o que pode trazer uma série de dificuldades a ele e a sua família.


O que eu acho de Legend? O livro é sensacional. A autora não assume a ideia de que histórias precisam ter mocinha frágil, June é forte e inteligente. Os conflitos dela são normais para quem ver o irmão morrer e tudo que acredita desmoronar, mas nada de “mimimi”. Day é forte, esperto e tem um amor gigantesco pela família, o que nos faz admirá-lo. Ainda não sei o motivo desse livro não ser tããããããão conhecido. Ah, já temos o segundo livro (lindíssimo!!!) e a promessa do terceiro para esse semestre (Ebaaa!!).

Sobre a Autora





















Sobre a Editora



















Postado por: 

[Resenha] Do Seu Lado- Fernanda Saads

Título: Do seu lado 
Autora: Fernanda Saads
Editora: Novo Conceito
Páginas: 320
Ano: 2012
Classificação: 4/5 


Sinopse: Após um longo tempo de terapia para se recuperar de um fora, Sarah parece estar bem. Quer dizer, ela já recuperou seu peso normal e consegue pensar em outras coisas além de Bruno. O problema é que no fundo ela vive fantasiando o dia em que esbarra com ele na rua e: pimba! Ela está linda e radiante e ele percebe a mancada que deu. Seus planos são simples: reconquistar Bruno e depois dar o troco que ele merece. Mas o destino lhe prega uma peça quando Nestor, seu chefe, pede que ela visite um novo cliente e, de repente, tudo vira de cabeça para baixo. Lá está ela de frente para o seu antigo amor, que parece mais irresistível do que nunca! Enquanto isso, seu melhor amigo, Igor, sempre presente e irritantemente perfeito, não suporta vê-la cair nas garras do bonitão outra vez. Sarah terá que lutar contra os próprios conceitos para descobrir o verdadeiro sentido do amor.


Resenha: Do Seu Lado é um livro escrito por Fernanda Saads e publicado pela editora Novo Conceito. A narrativa aborda muito bem a questão do poder de persuadir e, deixar ser persuadido.


A história é narrada pela personagem Sarah Albuquerque, uma arquiteta que vive para o trabalho buscando se destacar na empresa onde trabalha. Essa é uma tarefa difícil, pois ela tem dificuldade em finalizar seus projetos, sempre precisando recorrer a Igor, seu melhor amigo e, definitivamente, um arquiteto brilhante.
Sempre pensei que arquitetura fosse uma profissão glamorosa. Todas aquelas revistas e pessoas sorridentes posando em seus sofás de grife me faziam sonhar em um dia poder escolher tapetes caros com alguma celebridade.  Mas, a verdade é que nem sempre há flores por onde ando e até casinha de cachorro já tive que projetar.

Apesar de ficar frustrada com a dificuldade em fazer os projetos, Sarah carrega dentro de si uma grande mágoa: a traição de Bruno, seu ex-namorado. Isso já aconteceu há quatro anos, mas ela nunca se recuperou do episódio. Ela acredita que um dia ela irá reencontrá-lo e terá a oportunidade de se vingar.
Nas minhas fantasias mais malucas eu estou no meu melhor dia, com os cabelos esvoaçantes e a pele bronzeada, vestindo uma roupa bem  bacana,  passeando  pela  rua,  quando  dou  de  cara  com meu ex-namorado. Ele está meio estropiado. Não, ele está bem e tudo o mais e quando me vê, pimba! Percebe que terminar comigo foi o maior erro de sua vida.  Na verdade, fui eu quem terminou com ele, mas por sua total e mais completa culpa.

Mas, enquanto esse momento não chega, Sarah tenta reconstruir sua vida sempre recebendo o apoio e carinho de Igor. O jovem arquiteto esteve presente durante os seus piores dias, cuidando dela, a aconselhando e sendo um ótimo ombro amigo que seca as lágrimas e ouve os choros.

Mas, tudo isso muda quando eles recebem um trabalho de um novo cliente da empresa. O cliente em questão é, nada mais nada menos que Bruno. No instante em que Sarah se depara com ele, ela fica sem reação. Agora, ela tem a chance de colocar em prática tudo que sempre quis fazer para ele. Mas, ela será capaz de ser firme para colocar seu plano em prática?
Igor está em silêncio, mas eu sei exatamente no que ele está pensando.  Eu realmente nem gosto mais do meu ex. Só foi meio estranho encontrá-lo naquela situação. Só isso. Não é normal ficar meio nervosa ao encontrar um ex-namorado? Qualquer pessoa normal ficaria.

A personagem nos mostra o que acontece quando insistimos em permanecer no erro. Ela, simplesmente fecha os olhos para não enxergar a verdade e poder viver o que ela sempre quis, mas que não é real. Sua vida de ilusões é tão grande que ela não percebe que a solução está ao seu lado.

 A leitura é dinâmica, pois os capítulos não são longos, e é muito bem elaborada. Eu esperava mais do final, mas isso não mudou o fato de eu ter gostado demais do livro. A capa é linda e carrega uma frase que, não apenas resume toda a história, mas também se torna um ensinamento para nós leitores : “O Grande Amor da Sua Vida pode estar Mais Perto do que Você Imagina”. Recomendo a leitura dessa literatura nacional de ótima qualidade.
Você acha que é fácil para eu ouvir você chorar por um cara que nem a merecia? E ficar do seu lado, te dizendo que tudo ia ficar bem, quando, na verdade, queria que vocês dois nunca mais fizessem as pazes – ele explode. Eu nunca o vi falar assim antes. 

© Versos e Notas - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento por: Colorindo Design - Tecnologia do Blogger.